quinta-feira, 30 de junho de 2016

Um sorriso e um café

O sorriso dela começa sempre do lado esquerdo. Depois, como uma bailarina num delicado e rápido grand jeté, os lados se igualam. O sorriso dela abre tanto que os olhos se fecham. E não importa se está com o tal “cor de boca” ou o hipnotizante vermelho, ele me encanta. Dá medo quando o sorriso olha em minha direção ou até mesmo quando os olhos dela sorriem para mim. Dá medo e confusão. 

Ela gosta de esquentar as mãos na caneca de café. Ela não sabe que não gosto de café – mas tomo nas manhãs em que ela está aqui. Também gosto do seu beijo com gosto de café e do cheiro de café quando acordo e ela já não está na cama, mas entre ruídos pela casa.


Ela sempre usa minha camisa. E desde então esse pijama nunca foi tão bem vestido. A camisa também se tornou a minha preferida. Ela fica assim, meio bagunçada e larga, até meio sem jeito, mas cheia dela. Sei que a esquenta assim como a caneca esquenta suas mãos e ela me aquece sorrindo... e o sorriso dela começa sempre do lado esquerdo.


sexta-feira, 3 de junho de 2016

Modo Aleatório

Vem cá, ouve um pouco de Johnny Cash comigo. Na sequência tem Samba do Avião e até uma gaita de fole. Hoje não quero programação. Podemos colocar qualquer jazz e na falta de inspiração algum solo do Jimmy Page. Coloca The Doors, Ray Charles... Hoje não tem beijos longos, nem sono e nem conversas. Vem cá, escuta essas músicas comigo, mas não dorme. Em algumas horas você vai embora e tudo isso vai ficar vazio.

Vem cá, o que você acha de plantarmos uma árvore na sala? Ela vai crescer ainda mais bonita com nossa playlist. Posso convidar alguns amigos para ajudar a regar - ela ficará ainda mais interessante ouvindo tudo o que eles gostam. Mas decide logo, em algumas horas você vai embora e tudo isso vai ficar vazio.

Vem cá, você tem que ir mesmo? Nem dormimos por conta das músicas e da árvore, mas é que daqui há algumas horas... Você também acha surreal a voz da Nina Simone? A próxima é Wild Is the Wind, pode ser nossa? Desculpa, estou em modo aleatório. Tome um banho, vou passar um café, rabiscar um bilhete de boa viagem e preparar um lanchinho. Olha esse céu! Vem cá, fica. Ouve um pouco de Jonny Cash comigo.